Blog Magic Web Design

Acesse o site

Os fiascos no ramo da internet e da tecnologia em 2012

os-fiascos-no-ramo-da-internet-e-da-tecnologia-em-2012

Muita coisa boa aconteceu no setor de internet e tecnologia em 2012: das vendas recorde do smartphone Samsung Galaxy S III ao lançamento do Nintendo WiiU e do Windows 8, passando pelo sucesso das startups financiadas por crowdfunding e pela chegada de diversos serviços estrangeiros ao Brasil, como iTunes Store, Netflix, Amazon e Steam. Mas nem tudo deu certo. Confira alguns dos maiores fiascos tech do ano:

  • Zynga compra Draw Something: criado pela empresa OMGPOP, o aplicativo de desenho com versões para iOS e Android se tornou, apoiado pelo Facebook, bastante popular em 2012. Tanto que chamou atenção da Zynga, criadora de Farmville e Cityville, que comprou o jogo por US$180 milhões. Uma péssima compra. Logo no primeiro mês após a venda, o game perdeu 1/3 de seus usuários diários na internet.
  • Microsoft Surface RT: a febre dos tablets já se espalhou pelo mundo faz tempo e a Microsoft precisou de dois anos e meio para finalmente entrar na briga. E, quando o fez, não agradou. Conhecido como “o tablet Windows que não roda Windows”, o produto simplesmente não roda a maior parte dos aplicativos feitos para a plataforma da Microsoft, o que seria um atrativo para o tablet que é tão caro quanto um iPad, mas muito menos funcional. Para piorar, Oprah Winfrey (garota-propaganda paga pela companhia), ao tweetar que tinha comprado 12 Surfaces RT para dar de presente de Natal para os amigos, usou o app do Twitter para iPad.
  • Mapas da Apple: errar é humano e, como qualquer outra empresa, a Apple também comete alguns equívocos. Mas raramente um como este. Substituir o Google Maps por um serviço de mapas próprio acabou se mostrando uma péssima ideia. O Apple Maps foi lançado antes de estar pronto e, de tão ruim, virou piada. A solução do problema, de certa forma, veio no fim do ano, com o retorno do Google Maps ao iOS em forma de aplicativo.
  • Fechamento do Megaupload: o alemão Kim “Dotcom” Schmitz ficou rico com o site Megaupload, no qual qualquer pessoa podia hospedar e compartilhar todo tipo de arquivo ­– inclusive coisas pirateadas. A marca era forte e, em seu auge, o site respondia por 4% de todo o tráfego da internet (11% no Brasil). Mas os executivos donos dos direitos autorais supostamente infringidos pelo site não gostavam nada disso e convenceram o FBI a montar uma operação para prender Schmitz. O site saiu do ar e hoje seu criador responde a um processo na justiça. No desenvolvimento do caso, porém, arquivos de muita gente inocente foram destruídos.
  • Facebook no mercado de ações: foi a maior oferta pública de ações na história da internet, com o valor de mercado começando no patamar dos US$104 bilhões. Mas em apenas três meses o valor caiu pela metade. O resultado foi que bilhões de dólares foram perdidos pelos que se apressaram na compra. E com isso a marca Facebook ficou bastante arranhada.

Veja também: Os melhores Google Doodles de 2012.

Pin It

Comentários Facebook

7 Respostas para Os fiascos no ramo da internet e da tecnologia em 2012

  1. Pingback: 7 exemplos do que o HTML5 pode fazer - Magic BlogMagic Blog

  2. Pingback: Pioneira, Atari pede falência - Magic BlogMagic Blog

  3. Pingback: Mega: o novo MegauploadMagic Blog

  4. Pingback: Sua internet é tão rápida quanto deveria? | Magic Blog

  5. Pingback: Tweet “errado” vira piada nas redes sociais | Magic Blog

  6. Pingback: Novo tablet Tekpix custa quase o dobro de um iPad | Magic Blog

  7. Pingback: Sugestões para o Dia dos Namorados de fãs de tecnologia | Magic Blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*