Blog Magic Web Design

Acesse o site

Antonio Borba e Silvana Xavier no pódio da Corrida da Mulher

corrida-da-mulher

Comemorado no dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher homenageia a luta das mulheres por melhores condições de vida. E como não poderia deixar de ser, durante esta semana diversas formas de comemoração acontecem. Uma delas é a Corrida da Mulher, promovida pela Associação Procorrer de Incentivo ao Esporte.

A 12ª Corrida e Caminhada do Dia Internacional da Mulher, tradicionalmente voltada apenas para as mulheres, aconteceu no último domingo (03) com uma nova categoria: “Para casais“. Neste ano, maridos, namorados, pais, filhos e amigos tiveram a oportunidade de correr com as mulheres que gostariam de homenagear. A prova de 6 km foi realizada com os homens amarrados às mulheres, deixando que elas os guiassem durante todo o percurso.

Silvana Xavier, corredora da equipe Magic Run, participou da corrida ao lado de Antonio Borba, diretor executivo da Magic Web Design; a dupla ficou em segundo lugar na categoria “Para casais”, tendo realizado uma ótima corrida, com excelente desempenho. Segundo Borba, “um dos maiores desafios da corrida é que ambos os atletas permanecem ligados por um pequeno pedaço de corda. Isso significa que o ritmo precisa ser ajustado: se um é mais forte na subida, tem de adequar o pace para seguirem juntos e assim por diante”.

O primeiro lugar ficou com Leticia Saltori e Piazza, da Equipiazza. Leticia é referência como corredora em Curitiba, tendo vencido a Corrida Unimed 2012, quando também corria pela equipe Magic Run.

Confira fotos do evento em nosso Flickr.

Veja também: Atleta da Magic Run, Silvana Xavier é destaque do campeonato SMELJ.

Pin It

Comentários Facebook

Uma resposta para Antonio Borba e Silvana Xavier no pódio da Corrida da Mulher

  1. Anderson Folador disse:

    Muito bacana a iniciativa dessa corrida. Apesar de ser difícil de acreditar ainda existem muitas mulheres escravizadas no mundo, só na Europa elas passam de 200mil. A TV Globo em sua novela das 20h demonstra muito bem o exemplo de uma menina que foi iludida com promessas de emprego dora do Brasil e ao chegar no lugar são escravizadas em bordeis com dívidas quase impossíveis de serem pagas e por isso ficam trancafiadas sendo obrigadas a se prostituirem para pagar a suposta divida. Muita coisa mudou e hoje a mulher já conquistou uma parcela de espaço que antes ele nem imaginava, mas ainda muitas coisas precisam mudar, então toda iniciativa relacionada ao bem estar da mulher eu acho que seja válida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*